Erythrina falcata Benth.

Mulungu

Em construção

ANOTAÇÕES DE CAMPO   Árvore ca. 12 m de altura e 40 cm de DAP. Ritidoma espesso, cinzento, sulcado e fissurado, descamante. Ramos pardacentos, aculeados. Folhas alternas, trifolioladas, glabras. Pecíolo roliço,  inerme, às vezes aculeado, de 12 a 20 cm de comprimento. Folíolos levemente discolores, ovados ou elípticos, o terminal maior do que os laterais e com um par de glândulas na base do peciólulo; peciólulos de 1,5-2 cm de comprimento. Fruto maduro marrom-escuro a preto, comprimido, lateralmente sinuoso, de 6-12 cm de comprimento; com 1 a 5, na maioria das vezes 3, sementes.

Indivíduo com copa aberta, servindo de suporte para várias espécies de liana. Abadia dos Dourados (MG), 23-10-2021

Superfície do tronco. Abadia dos Dourados (MG), 23-10-2021

Ramo jovem. Abadia dos Dourados (MG), 23-10-2021

Folha com o folíolo da direita na face abaxial. Abadia dos Dourados (MG), 23-10-2021

Inflorescências. Corumbá de Goiás (GO), 14-08-2008

Frutos maduros e sementes. Abadia dos Dourados (MG), 23-10-2021

LITERATURA
MARTINS, M.V. 2014. Filogenia do gênero Erythrina L. (Leguminosae, Papilionoideae, Phaseoleae) e revisão taxonômica das espécies ocorrentes no Brasil. Tese (doutorado), Universidade Estadual de Campinas, 185 p.
MARTINS, M.V. 2020. Erythrina in Flora do Brasil 2020. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB29676>. Acesso em: 26 out. 2021.
MARTINS, M.V. & TOZZI, A.M.G.A. 2105. Proposal to conserve the name Erythrina falcata against E. martii (Leguminosae: Papilionoideae). Taxon, v.64, n.2, p.390.
MARTINS, M.V. & TOZZI, A.M.G.A. 2018. Nomenclatural and taxonomic changes in Brazilian Erythrina
(Leguminosae, Papilionoideae, Phaseoleae). Journal of the Torrey Botanical Society 145(4): 398–402, 2018.

 

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com