Licania humilis Cham. & Schltdl.

Fruta-de-morcego

Em construção

 

OBSERVAÇÕES DE CAMPO: As flores são perfumadas e, principalmente na parte da manhã, são frequentadas por abelhas silvestres, Apis mellifera e vespas. Os indivíduos brotam durante todo ano e, desta maneira, nunca ficam totalmente desfolhados.

Indivíduo em cerradão convertido em pastagem. Douradoquara (MG), 12-09-2014

Superfície do ritidoma e cor da casca interna. Douradoquara (MG), 12-09-2014

Inflorescência. Douradoquara (MG), 25-06-2016

Frutos quase maduros. Coromandel (MG), 02-12-2013

LITERATURA
ASSIS, M.C. 2003. Flora de Grão-Mogol, Minas Gerais: Chrysobalanaceae. Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo,v. 21, p.169-172.
Chrysobalanaceae in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB16832>. Acesso em: 17 Fev. 2018.
LORENZI, H. 1998. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa (SP): Editora Plantarum, v.2, p.76.
PRANCE, G.T. 1972. Chrysobalanaceae. Flora Neotropica Monograph, v.9, p.1-409.
PRANCE, G.T. 1988. Chrysobalanaceae. In: RIZZO, J.A. (coord.). Flora do estado de Goiás. Goiânia: Editora Universidade Federal de Goiás, v.10, 62 p.
PRANCE, G.T. 1989. Chrysobalanaceae (Supplement). Flora Neotropica Monograph, n.95, p.1-267.
PRANCE, G.T. 2003. Chrysobalanaceae. In: WANDERLEY, M.G.L. et al. (eds.). Flora fanerogâmica do estado de São Paulo.v.3, p.33-44.
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com